top of page
  • Foto do escritorEquipe KW8

Apartamentos Pequenos: uma opção mais colaborativa.


Sala de estar

A partir da década de 90, a parcela da população disposta a trocar casas térreas para viver em prédios aumentou em larga escala.


Em 2014, com aprovação da legislação urbana, as unidades menores de moradia ganharam força nos centros urbanos de São Paulo. Apesar do metro quadrado ter ficado mais caro, principalmente nessas regiões, de acordo com Paula Freire Santoro, professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP (FAU-USP) e coordenadora do Laboratório Espaço Público e Direito à Cidade (LabCidade), solteiros(as) e casais jovens de classe média são um grande público de apartamentos com 27 metros quadrados.


Mas e você acha que essa é a única opção no mercado se estiver procurando um lugar com o tamanho ideal para morar, nem tão grande, nem tão confinado quanto nesses edifícios reduzidos?


Será que vale a pena seguir esta tendência?


Queremos te mostrar que é mais do que “caber no bolso". Sabemos que o sonho da maioria dos brasileiros é ter uma casa própria: um estudo do Quinto Andar entrevistou 1.500 pessoas e mostrou que 67% delas preferiam essa opção, mas ignorar outras possibilidades de moradia pode atrasar seus planos de independência ou de mudança para outro estilo de vida, já que é mais fácil financiar um apartamento do que uma casa.


Sabemos que é complicado oferecer áreas maiores sem subir os preços dos imóveis, mas ainda há inúmeras oportunidades de visão para você investir de acordo com seus objetivos e condição financeira, além de que morar num lugar pequeno tem uma série de outras vantagens para que você se acomode e curta essa novidade!



Transforme sua perspectiva


A recontextualização dos apartamentos se mostrou adequada e eficiente ao oferecer uma variedade de metragens, bairros e serviços. Atualmente, o desenho dos prédios e

das unidades já consideram a versatilidade, tão importante na hora de tomar uma decisão.

Pesquisando maneiras de atender as demandas dos novos hábitos, as construtoras prezam tanto pela praticidade de circulação interna do imóvel quanto pela acessibilidade em ter serviços essenciais o mais perto possível e economia, olha só:


  • A otimização de espaço e de tempo

Imagina usar um fim de semana inteiro para a limpeza em dias tão corridos como esses?

Pense também na arrumação: quanto maior o espaço, mais objetos queremos ter e precisamos organizar.


  • Serviços essenciais

Transporte público, hospitais, escolas e shoppings são requisitos dos quais não abrimos mão com facilidade e esperamos sempre ter por perto.


  • Gastos menores

Seja nas despesas domésticas devido ao baixo uso de energia elétrica, pois poucos cômodos irão exigir iluminação, seja pela redução no consumo de água, pois sua nova moradia não irá exigir lavagens e enxágues.

Também podemos considerar a manutenção das instalações elétricas, já que as chances de apresentarem desgastes e falhas aumentarão se forem utilizadas em muitos ambientes. No entanto, sabemos que fissuras, rachaduras e vazamentos futuros são possíveis em qualquer lugar, por isso, é importante atentar-se à impermeabilização para reduzir esses riscos.


Ah! Tem outro detalhe: o preenchimento dos cômodos pode ser básico em um apartamento pequeno e tudo que você já economizou até aqui é um dinheiro a mais para investir em outros objetivos.


  • Decoração funcional

Se acha que irá ficar sem uma decoração estilosa e que dê aquele toque especial, queremos te contar uma coisa: quanto menor o espaço, mais fácil de decorar.

Móveis e objetos mais funcionais também têm sua beleza e tudo pode ser adaptado.

Uma ótima ideia para quem deseja ter a sensação de amplitude, sem quebrar as paredes, é o uso de espelhos. Aproveite uma das paredes vazias e pendure um; haverá outras para você inovar com papel de parede, pintura, revestimentos em porcelanato ou amadeirados ou texturas diversas.


Mas… Como fazer o espaço render sem prejudicar a estrutura e sem deixar uma mobília colada na outra, mesmo que tenha só o essencial?



Calma. Talvez você encontre sua resposta pensando com a gente em como incluir seus gostos e "caprichos" numa estrutura estratégica e capaz de contê-los.


  • Arquitetar seus planos

Oi?

É isso mesmo. A arquitetura também é uma área responsável por medir as dimensões e avaliar as alternativas, para tornar suas ideias mais seguras e viáveis.


Bom, se a locação fixa de um apartamento exige organização muito antes de você se mudar, a seleção de itens indispensáveis já começa por aí, além da troca por outros móveis caso os atuais não estejam conservados.


Quer trocar tudo?



Saiba que é reconfortante ter tudo novinho em folha! Sua cama, sua mesa, cadeiras, o sofá ou pequenas poltronas, uma decoração com sua personalidade e referências artísticas… Olha quantas coisas é possível acrescentar na sua lista de busca no Pinterest Rsrs.


As inspirações parecem não ter fim, mas lembre-se que seu apartamento tem. Por isso, o planejamento é fundamental para o sucesso da sua acomodação.


Pergunte para quem conhece


E por falar em planejamento, já pensou em consultar profissionais da área, capazes de te orientar e facilitar todo o processo?

Não é à toa que sugerimos o planejamento arquitetônico.

Nossos projetos de designs de apartamentos pequenos têm um grande público, composto por jovens casais, recém divorciados(as) ou solteiros(as), estudantes e viajantes, mas podem atender as necessidades de qualquer um(a).

Podemos te surpreender!


Paletas de cores


Os tons neutros e claros ajudam a não poluir o ambiente, assim como refletem mais a luz e dão a sensação de leveza. O branco, o cinza e o bege são bem interessantes se você souber criar efeitos de combinação, como tons sobre tons ou monocromáticos por exemplo.

Seguindo a mesma linha de pensamento da parede com um espelho, você pode escolher uma para impactar com um foco de cor diferente e dar mais vida para o ambiente. Mantenha um padrão, mas escolha algo para ser o destaque!


Livre circulação


É recomendado ter poucas paredes para que você caminhe tranquilamente pelos cômodos e se sinta ainda mais à vontade num espaço maior.


Estilos decorativos


Clássico, campestre, contemporâneo, dentre outros como o minimalista - o famoso Menos é Mais! A unicidade e praticidade de um apartamento também depende de seu estilo de decoração, isso porque, como dissemos, ela também pode ser funcional: armários, prateleiras ou outros suportes suspensos que não atrapalham a circulação, utensílios, luminárias em pontos estratégicos, cabideiros, para quem prefere não ocupar muito espaço com um guarda-roupas…

Enfim, muitos objetos podem unir estética à utilidade e tudo pode ser comprado com formatos, tamanhos e cores de acordo com seu gosto.


Integração


Um único espaço pode ter múltiplas funções se você tiver criatividade para adaptar suas tarefas diárias nele. Dessa forma, não será necessário ir de uma extremidade a outra de seu apartamento, mesmo que seja um caminho curto.

Montar um pequeno escritório onde duas paredes se encontram, aquele cantinho especial, e integrá-lo à sua sala, ou ao seu quarto, é um exemplo de como aproveitar ao máximo a flexibilidade da arquitetura.


Bom, falamos de vários benefícios que você pode ter em mente quando decidir morar, ou não, em um apartamento pequeno. Economia, agilidade, aproveitamento de muitos recursos construtivos, fácil acesso, menos esforço e dor de cabeça com limpeza e ajustes, tranquilidade, personalização criativa, minimalismo, organização e versatilidade são pontos vantajosos, mas queremos acrescentar outro que valoriza a consciência, o respeito e o cuidado com o meio ambiente.


Apartamentos pequenos são sustentáveis



A sustentabilidade é um conjunto de ideias e ações que considera o equilíbrio entre as necessidades humanas e os recursos da natureza. Olhando por esta perspectiva, tudo que listamos até agora como vantagens também resulta numa relação consciente entre você e o meio ambiente.

A KW8 Arquitetura adere a causas ambientais, pois em seus projetos se preocupa com o reaproveitamento de materiais que estejam em boas condições, reduzindo o desperdício de matéria-prima. Além disso, água e energia são poupadas quando planejamos sua unidade residencial com canais de iluminação natural, sempre visando em qual lado do edifício a luz irradia por mais tempo, e quando sugerimos revestimentos fáceis de serem limpos.


Os custos de operação de um edifício devem ser previstos antes do levantamento. Por esse motivo, buscamos direcionar nossas(os) clientes para locais que já estejam bem estruturados, sejam confortáveis e colaborativos.


A otimização e a preservação dos recursos estão nos cômodos integrados, na decoração funcional, na mobília reutilizada, ou na redução dela, nas entradas de luz natural ou nos pontos que amplificam a luz das lâmpadas.


Com nossa ajuda, você pode poupar espaço e economizar muito!


Estamos à sua disposição para tirar dúvidas, ouvir suas ideias, aconselhar e criar um projeto de acordo com seus desejos e com a harmonia entre você e seu lar.


Transforme seu espaço em um lar acolhedor! Entre em contato conosco e deixe-nos ajudar a criar o apartamento dos seus sonhos!







Fontes:
















14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page