top of page
  • Foto do escritorEquipe KW8

Pedras, as melhores opções para sua cozinha.


3 Imagens referentes a bancadas com diferentes pedras

As tendências para revestir e decorar seu ambiente são várias, mas optar por um material que traga durabilidade, delicadeza, estilo e variedades com custo-benefício, é o que fará a diferença na sua escolha e na entrega de um projeto com muita personalidade. Afinal, todo mundo quer aquela cozinha dos sonhos!


Antes de tudo, precisamos considerar quais partes da casa definitivamente ficam bem com pedras, onde geralmente as pessoas buscam maior resistência a impactos, riscos e manchas.


Seja para apoiar objetos sobre alguma superfície, seja para fazer “manobras” culinárias, sua cozinha pode se tornar uma obra de arte!

Receber e confortar tanto quem prepara a refeição quanto quem come será como estar em um espaço culinário excepcional, onde o design arquitetônico cativa qualquer visitante.


Sendo assim, para inovar na composição e no revestimento do seu projeto, o que acha de nos acompanhar nesse conteúdo sobre tipos de pedra para sua cozinha?


Saiba que existem duas fontes: a industrializada e a natural.


  • A Pedra industrializada é manufaturada e formada a partir da combinação de vários materiais, como resina, aglomerantes e pequenas partículas moídas.

Por pertencer ao ramo produtivo, tem uma grande variedade de estilos.


  • Já a Pedra Natural é obtida diretamente da natureza. Após a extração, ela passa por um processo simples de corte, polimento e lixamento e, às vezes, algum tipo de tratamento. Sua maior resistência a altas temperaturas e seu toque exclusivo, com desenhos e cores próprias de cada uma, são pontos que podem agregar mais valor artístico e econômico ao seu ambiente.


*Na hora de combinar com as cores dos móveis, utensílios e decoração, estamos aqui para tirar suas dúvidas e te mostrar opções bem harmônicas!


Atenção ao uso

As pedras devem ser tratadas e aplicadas de forma adequada. Caso contrário, sua porosidade poderá trazer problemas, já que é um material propenso à absorção de líquido e gordura.


Se quiser entender melhor sobre elas e como interferem nos seus objetivos, aproveite essa oportunidade e conheça as melhores pedras para seu projeto.


Recomendamos seu uso em:

  • Bancadas

  • Mesas

  • Pisos

  • Paredes

  • Prateleiras

  • Painéis decorativos

  • Pia / lavatório principal ou secundária(o)


Ótima leitura!


Lâmina Ultra Compacta


Imagem de uma bancada de Lâmina Ultra Compacta


Em sua composição tem vários minerais naturais triturados e misturados com resinas e pigmentos. Todos esses materiais passam por um processo de alta pressão e temperatura para formarem lâminas sólidas, densas e resistentes.


Além de ser ideal em bancadas e tampos de mesa de cozinha, por exemplo, já que riscos, manchas e impactos não abalam tanto sua estrutura, a uniformidade do material facilita a manutenção da higiene e a camada de resina dificulta o desenvolvimento de bactérias, pois sua superfície não fica porosa.


Essa característica também a torna resistente a substâncias ácidas e produtos químicos e torna a preparação de alimentos mais segura.


Viu quantos pontos positivos?

Mas ainda tem outras opções para você conhecer!


Quartzito


É uma de nossas pedras preferidas!

Ele é uma pedra natural formada a partir da transformação do arenito, mas a maior parte de sua composição é o quartzo.


Sua resistência é uma característica que chama a atenção quando estamos falando de seu uso em ambientes culinários. Em relação ao seu custo, não é tão cara quanto uma Lâmina, o que atrai ainda mais seguidoras e seguidores.


Quartzo industrializado


O quartzo é uma pedra cujo investimento vale a pena! Afinal, é um material confiável.

Ele suporta bem o uso diário na cozinha devido a sua porosidade reduzida e resistência a impactos ou ao contato com utensílios. Porém, caso seja aplicado em áreas externas, sua cor é suscetível aos raios solares e pode adquirir outro tom.



Granito


O granito é uma rocha que tem o quartzo como principal componente. Após passar pelos processos de corte, lixamento e polimento gradual, torna-se uma pedra excelente para ser incluída no seu design. Hoje, trazemos as três opções funcionais de que mais gostamos.


Granito Preto São Gabriel Escovado

Imagem de um Granito Preto São Gabriel Escovado

Sua superfície é levemente rugosa ao toque devido ao acabamento utilizado. As escovas removem todo o pó depositado sobre a pedra e revelam um brilho próprio, o que confere elegância e um toque moderno ao ambiente.


A cor também é responsável pela sofisticação desse material: o contraste entre o preto e outras cores cria um efeito visual de intensidade e profundidade. É uma opção neutra e versátil para compor a paleta do seu projeto.


Granito Branco Itaúnas / Granito Siena levigado

Menos propensos a riscos e manchas, assim como o granito anterior, a durabilidade faz deles ótimas opções em uma área de tráfego e impactos constantes, como a cozinha.


São duas pedras visualmente parecidas e super indicadas para seu layout!

O acabamento das peças cria uma superfície espelhada de muito requinte e a cor branca pode ser adaptada a vários estilos de decoração.

Assim como as opções anteriores, são amplamente utilizados em aplicações como pisos, revestimento de paredes, bancadas e até mobiliário. O diferencial é um toque macio e aveludado devido ao acabamento: o uso de lixas grossas e finas nivela sua superfície e remove irregularidades.


A limpeza do granito em geral é relativamente mais fácil quando comparada a de pedras mais brutas, pois ele é menos poroso.

Mas saiba que recomendamos o granito Branco e o Siena também por seu conforto, economia e por agregarem à estética da sua cozinha, sem que você precise investir um valor alto.


Acha que agora ficou mais fácil escolher um?

E se te mostrarmos outra opção, mais uma para sua lista de preferidos?


Mármore


Essa pedra natural é formada a partir de uma rocha chamada calcário,. Ela chegou para transformar a arquitetura com:


  • sua história, que remete à antiguidade e pode nos conectar com ambientes clássicos;


  • sua adaptabilidade, durabilidade e resistência em comparação a alguns revestimentos mais suscetíveis à umidade, como a madeira, por exemplo;


  • sua beleza natural e elegância, que valorizam o espaço e nos trazem uma sensação de luxo.


O material pode ser facilmente polido e proporciona superfícies brilhantes e suaves. Além disso, por não ser sintético, contribui com peças sustentáveis.


É importante que você considere algumas características específicas do mármore para garantir que ele irá atender as suas necessidades e exigências dentro de nosso projeto.


  • Em contato com objetos duros e pesados, como panelas, cerâmicas, vidro ou pontiagudos, o mármore pode sofrer desgaste, ficar trincado, arranhado ou manchado. Isso acontece porque, apesar de sua superfície rígida, ele é composto por alguns minerais mais macios do que os que são encontrados no quartzo, por exemplo. Isso torna sua composição mais suscetível à movimentação da peça ou a mudanças climáticas que expandem e contraem o material


  • Além da porosidade, um fator que facilita a penetração de água e retenção de umidade, como mencionamos, fissuras naturais também podem vir com a peça comprada e aumentarem com o tempo, por influência da temperatura. Por esse motivo, não recomendamos o uso de qualquer mármore em bancadas, próximas a torneiras ou sob eletrodomésticos que aquecem e/ou liberam vapor, por exemplo.


Saiba que a manutenção é algo com que se preocupar. Evitar produtos químicos agressivos e limpar suavemente sua bancada, cuidando para não deixar sujeira, são medidas que podem aumentar a longevidade das peças.


Mas, afinal, usar ou não usar mármore na cozinha?

Com certeza sim!

Mas recomendamos um tipo específico e queremos apresentá-lo para você.


Mármore Branco Paraná


Imagem Banca Mármore Branco Paraná

A maior diferença está na sua cor, origem e composição, pois esse tipo de mármore tem um aditivo mineral que melhora suas propriedades físicas, chamado de dolomita.

Seu processo de formação e a distribuição de seus minerais o tornam mais compacto e fazem dele uma opção super recomendada!

No revestimento de pisos, paredes, bancadas e outros fins decorativos em ambientes internos, apresenta maior resistência quando comparado aos outros mármores.


E qual é a melhor pedra para sua cozinha?


A escolha mais adequada dependerá de suas preferências pessoais, da estética desejada, das necessidades específicas do ambiente e dos cuidados de manutenção que serão exigidos ao longo do tempo.


Impermeabilização


Todas as pedras porosas, como o granito e o mármore, estão sujeitas à umidade. Por isso, recomendamos muito a impermeabilização, uma camada protetora que evita a absorção de água e prolonga a vida útil da peça.

Atentando-se às informações desse conteúdo e contando com nossa ajuda na criação de um projeto personalizado, você com certeza terá aquela cozinha dos sonhos!


Que tal acompanhar nosso trabalho nas redes sociais?

Na aba inferior da página, você tem acesso a todas elas!


86 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page